XV Congresso Brasileiro de Cirurgia Oncológica

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Avaliação do Prognostic Nutritional Index em pacientes com câncer gástrico submetidos à gastrectomia curativa

Introdução

A avaliação do paciente com câncer vêm se tornando cada vez mais individualizada. Diversos índices são propostos como potenciais fatores prognósticos. O Prognostic Nutritional Index (PNI) é um índice que traduz o estado nutricional e imune em um valor numérico, sendo composto pela albumina e linfócitos totais séricos.

O uso do PNI como fator prognóstico em tumores do trato gastrointestinal vêm se tornando mais frequente. Particularmente, os tumores de estômago agregam as questões imunes relacionadas ao microambiente tumoral associadas ao deficit nutricional bastante evidente neste tipo de tumor.

Objetivo

Determinar se o PNI é um fator prognóstico em pacientes com adenocarcinoma gástrico submetidos à tratamento cirúrgico curativo;

Correlacionar PNI com características clínico-patológicas.

Método

O valor do PNI foi calculado pela fórmula (10 × serum Albumin, g/dL) + (0.005 × blood lymphocyte count, unit/L). Seu valor de corte foi estabelecido pela curva ROC, com área sob a curva significativa de 0,6.

As variáveis categóricas e contínuas foram comparadas pelo teste de chi-quadrado e t de student, respectivamente.
As sobrevidas foram analisadas pela curva de Kaplan-Meier e as mesmas foram comparadas pelo teste de log-rank. A análise multivariada foi realizada pelo regressão de Cox, e somente fatores com p<0,1 na análise univariada foram considerados para a multivariada.

Resultados

529 pacientes (59,5% sexo masculino / média de idade 62,5) foram incluidos no estudo. O valor de corte estabelecido para o PNI foi de 52 (AUC 0,646 / p=0,002). Pacientes forma divididos em alto (A-PNI)(59,5%) e baixo (B-PNI)(40,5%) de acordo com a relação com valor de corte.

O grupo B-PNI caracterizou por tumores mais avançados (p<0,001), maior frequência de acometimento linfonodal (p=0,033) e estádio patológico mais avançado (p=0,004). Maior duração da internação, maior mortalidade em 30 e 90 dias, maior taxa de recidiva e mortalidade também associaram-se com o grupo B-PNI.

A sobrevida global e livre de doença foram menor para o grupo B-PNI (p<0,001 em ambos). B-PNI também mostrou-se fator independente de pior sobrevida global e livre de doença na análise multivarida (p<0,001 e p=0,001, respectivamente).

Conclusão

O PNI é um fator prognóstico em pacientes com câncer gástrico submetidos à gastrectomia curativa. Trata-se de um método barato, de simples obtenção e cálculo e fácil reprodutibilidade . Pacientes com baixo valor de PNI apresentam tumores com características mais invasivas e menor sobrevida global e livre de doença.

Palavras-chave

Área

Trato gastrointestinal alto*

Autores

DANIEL JOSÉ SZOR, MARINA ALESSANDRA PEREIRA, ANDRE LISAK, MARCUS FERNANDA KODAMA PERTILLE RAMOS, BRUNO ZILBERSTEIN, ULYSSES RIBEIRO JUNIOR, SERGIO CARLOS NAHAS, ANDRÉ RONCON DIAS