XV Congresso Brasileiro de Cirurgia Oncológica

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

FATORES ASSOCIADOS AO TRATAMENTO CIRÚRGICO DE CÂNCER NO ESTADO DE MATO GROSSO – UM ESTUDO TRANSVERSAL

Introdução

O câncer é a segunda principal causa de mortalidade no Brasil e fatores sociodemográficos, bem como de outras dimensões, estão associados com sua ocorrência, prognóstico e indicações terapêuticas.

Objetivo

O objetivo do presente trabalho é investigar os fatores associados à realização de cirurgia como tratamento para câncer em pacientes atendidos em unidades hospitalares, no estado de Mato Grosso.

Método

Trata-se de estudo transversal realizado com pacientes com câncer atendidos em unidades hospitalares referência para tratamento da doença, localizadas em Cuiabá, capital do estado de Mato Grosso, de 2019 a 2020. Foi realizada análise bivariada e multivariada hierárquica, considerando realização de cirurgia como variável dependente e fatores sociodemográficos, história familiar de câncer, índice de massa corporal e ocorrência de metástase como variáveis independentes. Calculou-se odds ratio (OR) bruto e ajustado, e permaneceram no modelo final os fatores com p<0,05. Utilizou-se o software SPSS v.25.

Resultados

Dos 621 pacientes com diagnóstico de câncer, 62,2% afirmaram ter realizado cirurgia para tratar a doença, 43,9% apresentaram câncer de mama e 16,6% de próstata. Destes, 65,8% eram mulheres, 46,4% tinham entre 40 e 59 anos, 69,7% referiram cor da pele não branca, 64% afirmaram ter história de câncer na família, 33,6% relataram metástase, 74,4% não apresentaram obesidade. Na análise bivariada, os fatores associados com terapêutica cirúrgica foram: sexo feminino (OR=2,26; IC95% 1,62–3,15), idade entre 40 e 59 anos (OR=1,72; IC95% 1,06–2,81), cor da pele não branca (OR=0,77; IC95% 0,54– 1,12) e presença de história familiar de câncer (OR=1,56; IC95% 1,12–2,17). Após análise hierárquica, mantiveram-se associados sexo feminino (OR=2,22; IC95% 1,55–3,19), idade entre 40 e 59 anos (OR=1,90; IC 95% 1,15–3,14) e presença de história familiar de câncer (OR=1,46; IC95% 1,04–2,05).

Conclusão

Em pacientes atendidos no estado de Mato Grosso, o sexo feminino, que se destacou com diagnóstico de câncer de mama, foi o principal fator associado com a realização de cirurgias para o tratamento de câncer, seguido de idade entre 40 e 59 anos e história familiar presente. Ressalta-se, portanto, a necessidade de definir grupos prioritários e aperfeiçoar ações de detecção precoce da doença.

Palavras-chave

câncer; tratamento cirúrgico; fatores sociodemográficos.

Área

Outros e Miscelânia*

Autores

LUÍSA BERTOLDI AGUILAR, CAMILA VIEIRA GOMES, GERALDO SOARES DE LIMA NETO, LETÍCIA HELENA FERREIRA MONTENEGRO, NOEMI DREYER GALVÃO, BÁRBARA DA SILVA NALIN DE SOUZA