XV Congresso Brasileiro de Cirurgia Oncológica

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Sarcoma de Ewing em Paciente Adulto Jovem: Relato de Caso.

Apresentação do caso

Homem, 30 anos, encaminhado à oncologia clínica relatando dificuldade de deambular, dor intensa em região de quadril esquerdo e massa em topografia de fossa ilíaca esquerda. Ao exame físico notou-se lesão expansiva em hemipelve esquerda, volumosa, palpável, em asa do ilíaco. Submetido à Ressonância Nuclear Magnética (RNM) de pelve em 25/07/19 que mostrou extensão sólida em região ilíaca à esquerda com relação periosteal e rotura cortical em ambas as superfícies, medindo 12x11x9,4cm. Tomografia de Tórax e RNM de coluna sem alterações. Realizada biópsia da lesão evidenciando processo neoplásico de células pequenas, arredondadas e áreas de necrose. A imunohistoquímica indicou Sarcoma de Ewing. Estadiado clinicamente como T2N0 de alto grau IIb. Iniciada quimioterapia, alternando entre VAC (Ciclofosfamida, Doxorrubicina e Vincristina) e esquema com Ifosfamida e Etopsídeo. Tratamento cirúrgico adiantado 2 semanas pois o paciente não apresentava recuperação medular esperada. Nova RNM de pelve do dia 20/05/2020 demonstrou redução das dimensões da lesão (3,3x1,1cm). O tratamento cirúrgico foi realizado no dia 28/05/2020 com hemipelvectomia Tipo I à esquerda sob anestesia geral associada a peridural, sem intercorrências. Colocado dreno de sucção em coxa esquerda. O paciente permaneceu no CTI por 2 dias e teve alta em 5 dias. Radiografia pós operatória sem sinais de instabilidade do quadril. No retorno ambulatorial, chegou deambulando com auxílio de muletas, negando dor ou qualquer outro sintoma. Apresentou recuperação completa, sem sequelas.

Discussão

O sarcoma de Ewing é um tumor maligno que ocorre em ossos ou partes moles, sendo entre os tumores ósseos um dos mais letais, com alta chance de recidiva e metástase a distância. O pico de incidência é em torno dos 15 anos, sendo mais frequente no sexo masculino. É raro, com menos de mil casos por ano no Brasil. Os sintomas incluem dor local, que pode ser noturna, intermitente e que piora com o tempo. O diagnóstico e tratamento corretos são essenciais para manter a qualidade de vida do paciente.

Comentários Finais

É um tumor raro e incomum em adultos. A dor pode ser erroneamente associada a outras causas, por isso é preciso estar atento à evolução do quadro para detecção precoce e maiores chances de cura. O tratamento inclui neoadjuvância, seguido de ressecção cirúrgica ampla associada ou não a radioterapia local. Mesmo com tratamento agressivo, sua taxa de sobrevida está entre as piores.

Palavras-chave

Sarcoma de Ewing; Cirurgia Oncológica; Tumor Ósseo

Área

Sarcomas / tumores ósseos*

Autores

PAMELA AMARAL, DANIEL DE CHRISTO ESTEVES, MIGUEL MIRANDA VICENTINI, LAVÍNIA BARCELLOS ARAÚJO, LEONARDO CARNEIRO VALE, ISADORA PASSAMANI REIS INNOCENCIO, JACYARA RIBEIRO VARGAS, BRUNO AQUINO MARCELINO