XV Congresso Brasileiro de Cirurgia Oncológica

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Desafios da reconstrução de comissura labial pós ressecção oncológica: relato de carcinoma espinocelular de padrão adenoide-cístico com dois retalhos locorregionais associados

Apresentação do caso

Paciente masculino, 46 anos, foi encaminhado ao serviço de cirurgia oncológica devido a lesão de 4,5 cm, endurecida, em lábio superior esquerdo, acometendo comissura labial e estendendo-se para mucosa jugal, com cerca de 15 meses de evolução. Havia realizado biópsia incisional de mucosa jugal com dentista previamente, com estudo imunohistoquímico evidenciando carcinoma adenoide cístico. O paciente foi estadiado e o plano terapêutico escolhido foi a ressecção cirúrgica. No intraoperatório, a lesão foi ressecada completamente, com margens oncológicas. Devido ao grande defeito resultante da ressecção, foi optado por realizar a reconstrução da porção interna com retalho submentoniano e reconstrução do defeito da face através do retalho de Mustarde. Foi realizada depilação à laser da região submentoniana, área doadora, previamente à cirurgia para recobrir a mucosa jugal. A área doadora foi fechada primariamente. O laudo anatomopatológico evidenciou carcinoma escamocelular moderadamente diferenciado de padrão adenoide-cístico, ulcerado, com extensão ao hipoderma e tecido fibromuscular esquelético, medindo 1,7 x 1,5 cm, com infiltração perineural presente, ausência de invasão vascular e margens livres. O paciente foi encaminhado para radioterapia e quimioterapia adjuvantes e mantém seguimento.

Discussão

A reconstrução de comissura labial constitui um desafio para os cirurgiões, especialmente após ressecções oncológicas, pois essas ressecções criam defeitos complexos na face. O uso do retalho submentoniano para reconstrução desse tipo de defeito em carcinomas orais foi descrito em 1996, com diversas vantagens, como versatilidade, maior amplitude de rotação, baixa morbidade da área doadora, segurança, bom resultado estético e redução do tempo cirúrgico e de internamento hospitalar. O retalho de Mustarde foi inicialmente descrito para reconstrução da pálpebra inferior, mas pode ser utilizado também para reconstrução de defeitos em bochecha.

Comentários Finais

Comentários finais: Na reconstrução da comissura oral, é importante manter a funcionalidade e ao mesmo tempo preservar a simetria e a estética. Outras opções de retalhos para esse tipo de reconstrução além dos utilizados no caso desse paciente incluem reconstrução primária em defeitos menos complexos, retalho de Ziesser, romboidal duplo e Estlander, dentre outros, e a escolha do retalho deve levar em consideração a extensão do defeito, comorbidades do paciente e a disponibilidade de áreas doadoras.

Palavras-chave

Reconstrução de comissura labial; Reconstrução pós ressecção oncológica; Carcinoma espinocelular

Área

Tumores de Cabeça e Pescoço*

Autores

AMANDA DA SILVA ANJOS, FILIPE VIEIRA KWIATKOWSKI, RAFAEL VIEIRA KWIATKOWSKI, ISADORA SPINELLI, MANUELA DA SILVA SPOSITO, CELINA DENTICE DA SILVA LEITE