XV Congresso Brasileiro de Cirurgia Oncológica

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Reconstrução após gastrectomia total: uma revisão sistemática e meta-análise comparando anastomose esofagojejunal manual e grampeada

Introdução

Os resultados cirúrgicos do restabelecimento do trânsito intestinal após ressecção gástrica total ainda não estão totalmente estabelecidos.

Objetivo

Esta revisão objetiva avaliar a taxa de complicações da anastomose esofagojejunal manual comparada à mecânica, para reconstrução da gastrectomia total.

Método

Uma revisão sistemática de estudos comparativos avaliando anastomose esofagojejunal manual e mecânica.

Resultados

Um total de 1761 indivíduos foram incluídos após a seleção dos estudos. Estudos avaliando anastomose manual versus mecânica. O risco de fístula anastomótica não foi diferente entre os grupos (M-H, Random, 95% IC) p= 0.00 [-0.03, 0.03], avaliação de certeza: muito baixa. A taxa de abscesso intracavitário também não foi diferente entre os grupos (M-H, Random, 95% IC) p= -0.02 [-0.07, 0.02], avaliação de certeza: baixa. O índice de reoperações não foi estatisticamente significativo entre os grupos avaliados (M-H, Random, 95% IC), p= -0.00 [-0.01, 0.01], avaliação de certeza: moderada. Ainda foram avaliados complicações(p= 0.12 [ -0.01, 0.25]), mortalidade (p= 0.02 [-0.02, 0.06] ), estenose (p= -0,01[ -0,03, 0,00], tempo de internação hospitalar (p= 3.52 [-0.49,7.53], todos esses parâmetros não foram encontradas relevâncias estatísticas entre os grupos. Já quanto à avaliação do tempo operatório observou-se redução do mesmo na anastomose mecânica (p= 22.13 [ 3.97, 40.29].

Conclusão

Os resultados indicam que as anastomoses de esofagojejunostomia costuradas à mão e a grampeadas permitem o mesmo alto padrão de desempenho e os mesmo índices e tipos de complicações, só podendo ser evidenciada estatisticamente menor tempo de operação
nas anastomoses mecânicas.

Palavras-chave

Anastomose, gastrectomia, esofagojejunostomia

Área

Trato gastrointestinal alto

Autores

FERNANDA CAVALCANTI CABRAL HONORIO, JOAO EMILIO LEMOS PINHEIRO FILHO, FRANCISCO TUSTUMI, ANDRE RONCON DIAS, STEFANIE MARQUES, ESAU BARROS FUHRINI, ALEXANDRE CRUZ HENRIQUES, JAQUES WAISBERG