XV Congresso Brasileiro de Cirurgia Oncológica

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

AVALIAÇÃO DAS GASTRECTOMIAS EM PACIENTES PORTADORES DE ADENOCARCINOMA DE ESTÔMAGO OPERADOS EM UM CENTRO DE REFERENCIA DO AMAZONAS

Introdução

Na região Norte, as neoplasias gástricas são a segunda mais frequentes em homens e a quinta nas mulheres. Mesmo tão frequente, poucos estudos na região abordam os aspectos cirúrgicos no tratamento de neoplasias e suas complicações.

Objetivo

- Analisar os resultados e as intercorrências das gastrectomias realizadas nos pacientes portadores de adenocarcinoma de estômago em um centro de referência do Amazonas
-Comparar os resultados diagnósticos obtidos no exame de endoscopia, realizados habitualmente pelo paciente com adenocarcinoma de estômago com os achados cirúrgicos;
-Determinar a localização anatômica tumoral mais abordada cirurgicamente;
-Avaliar as complicações cirúrgicas do procedimento;
-Verificar o tipo de linfadenectomia predominante;
-Correlacionar os dados obtidos do tipo histológico, localização anatômica e linfadenectomia com a literatura;

Método

Trata-se de um estudo descritivo, transversal, prospectivo com pacientes de um centro de referência do Amazonas. A população do estudo consiste em pacientes acometidos por adenocarcinoma de estômago que foram submetidos à cirurgia de retirada total ou parcial do órgão com intuito curativo.

Resultados

Foram coletados dados de 122 pacientes.
Cerca de 56,5% são de Manaus-Am, entretanto 14% são procedentes de outros estados.
A faixa etária predominante foi de 50 até 70 anos, com aproximadamente 52,5% dos pacientes.
Em todos os casos o diagnóstico e a localização anatômica presente nas endoscopias são os mesmos encontrados no momento cirúrgico.
Nesse estudo predominou o tipo histológico intestinal de Lauren em 55,7% dos casos, o que reforça os dados da literatura mundial.
Outro item é a localização anatômica, em 42,6% o corpo é o principal foco de lesão, seguido pela abordagem do antro em 32,78% dos casos. O que difere do literatura global.
Todos os pacientes fizeram a reconstrução em Y de Roux.
Quanto a linfadenectomia o tipo D2 predominou com 72,95% dos casos.
Foram identificadas cinco complicações: uma fibrilação e uma atelectasia; dois pacientes com infecção de parede abdominal e uma fistula na anastomose esôfago-jejunal. A incidência de dumping foi de 43,4%.

Conclusão

O estudo traçou um perfil específico das gastrectomias no estado do Amazonas. Incluiu características cirúrgicas e clínicas dos pacientes diagnosticados com adenocarcinoma gástrico na região. Os resultados obtidos podem ser utilizados para reorganizar estratégias da abordagem dos pacientes desde o diagnóstico até o momento cirúrgico

Palavras-chave

neoplasia, gastrectomia, adenocarcinoma

Área

Trato gastrointestinal alto*

Autores

LOUISE DESIREE SEVALHO NEVES, LAILSON MELGUEIRA NARVARRO, CARLOS BACELAR MARTINS COSTA JUNIOR, SIDNEY RAIMUNDO DA SILVA CHALUB