XV Congresso Brasileiro de Cirurgia Oncológica

Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

TUMOR DE BAINHA NEURAL PERIFÉRICA DE MAMA: RELATO DE CASO

Apresentação do caso

Paciente AEMFA, 50 anos, branca, foi diagnosticada com tumor de 2 cm no quadrante superior interno da mama direita através da mamografia e ultrassonografia, sendo submetida a core-biopsy e a tumorectomia de nódulo com característica benigna, cujo resultado do histopatológico foi de fibroadenoma.
Após 8 meses, houve o surgimento de nova tumoração no local, caracterizado como tumor sólido de contornos irregulares de 3 cm. Foi submetida a cirurgia de ressecção segmentar no quadrante superior interno da mama direita, cuja biópsia foi de tumor filoides Borderline. Em curto intervalo, a tumoração voltou a crescer rapidamente, sendo indicada uma mastectomia subcutânea e reconstrução mamária imediata com implante mamário.
No pós-operatório, a paciente persistiu com dor no local e foi observada uma tumoração crescendo na altura do músculo peitoral maior. Realizado exame de ultrassonografia mamária, que confirmou várias tumorações na área do músculo do peitoral. Após discussão conjunta com paciente, foi realizada mastectomia simples e utilizado um tecido autólogo (músculo grande dorsal) na reconstrução imediata. O resultado desta biopsia foi de um tumor filoides maligno com diagnóstico diferencial de carcinoma metaplásico. Na imunohistoquímica, o diagnóstico foi de um bumor de bainha neural periférico.
Em sequência, a paciente apresentou exame de ressonância magnética de tórax com vários focos tumorais no pulmão direito. Foi encaminhada para terapia adjuvante, sendo realizadas quimioterapia e radioterapia. Após 6 meses, a paciente apresentou metástases em ambos os pulmões e evoluiu a óbito.

Discussão

O sarcoma mamário é um tumor de mau prognóstico, com metástases frequentes. Os tumores malignos da bainha dos nervos periféricos são neoplasias raras e altamente agressivas, representando apenas 5% dos sarcomas de partes moles. Na mama, o diagnóstico pode ser perdido, a menos que a suspeita clínica seja alta e a imuno-histoquímica realizada. O tratamento é a excisão cirúrgica completa do tumor com margens negativas, juntamente com radioterapia para o melhor resultado em relação à recorrência local e metástases à distância.

Comentários Finais

O tumor de bainha neural, tipo de câncer raro, de discussões controversas e com mau prognóstico, traz a necessidade de se realizar estudos objetivando aumentar a compreensão dos profissionais envolvidos no seu tratamento e gerando maior conhecimento a respeito de casos raros de neoplasias mamárias, que possuem mortalidade significativa e tratamentos dolorosos.

Palavras-chave

Neoplasias da Bainha Neural; Sarcoma; Neoplasias Unilaterais da Mama.

Área

Oncomastologia*

Autores

ANA CAROLINA GUIMARÃES DE MELO ALBERT, LARISSA BARROS CAMERINO, DARLEY DE LIMA FERREIRA FERREIRA FILHO, LUCILO AVILA PESSOA NETO, MARIA CAROLINA RAMOS REINALDO MELO DA CUNHA